Google+ Badge

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

MENSALÃO DA GLOBO

a hora da charge Blog Palavra Livre


6 comentários:

Henrique Pizzolato disse...

Davis, o negócio tá sujando para mim. A Interpol tá no meu pé. Para onde eu posso ir agora? Esses 3.413.973,71 foram um presente meu pro Irineu Marinho organizar a festa de fim de ano da Globo. Muda esse post aí. Abs

Henrique disse...

O herói da pátria/joaquim escondeu dois inquéritos paralelos abertos contra ex-diretores do Banco do Brasil, acusados pelo mesmo crime que condenou o ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato.
O inquérito sigiloso de número 2474 correu paralelamente ao processo do suposto "Mensalão", que levou à condenação, pelo STF, de 38 dos 40 denunciados por envolvimento no caso.
E desde 2006 corre na 12ª Vara de Justiça Federal, no DF, um processo contra o ex-gerente executivo do Banco do Brasil, Cláudio de Castro Vasconcelos, pelo mesmo crime pelo qual Pizzolato foi condenado no STF.

Henrique disse...

VISANET É UMA EMPRESA MULTINACIONAL DE CAPITAL PRIVADO.
O BANCO DO BRASIL E A VISANET DESCONHECEM QUALQUER DESVIO.
Os 73,8 milhões de reais foram utilizados nas atividades publicitárias legalmente contratadas.
O BANCO DO BRASIL TEVE LUCRO FENOMENAL EM DECORRÊNCIA DAS VEICULAÇÕES PUBLICITÁRIAS.
O CONTRATO / Regulamento da multinacional Visanet com os bancos a ela vinculados, foi vergonhosamente OCULTADO.

Henrique disse...

LAUDO 2828/2006-INC/22 dez 2005: não cita Henrique Pizzolato em nenhuma de suas 43 páginas, tampouco cita Luiz Gushiken.

O período analizado pelo Laudo 2828 foi de 2001 a 2005 (período de existência do Fundo Visanet). Pizzolato assumiu, como diretor de marketing em 17/02/2003.
Os peritos identificaram que os procedimentos de utilização dos recursos do Fundo pelo BB eram os mesmos (praxe) em todo o período.

Por que o PGR, diante das constatações do Laudo 2828 que não apontavam nenhum relacionamento dele (Pizzolato) com a Visanet, “escolheu” ele para acusar???

Henrique disse...

Por que o PGR (antonio fernando de souza), assim como Joaquim Barbosa citaram trechos do Laudo 2828 e assim induziram outros ministros do STF, imputando a Pizzolato atos e procedimentos que se referiam à gestão/período do diretor anterior ao dele???

LEMBRANDO que neste “período anterior” todas as pessoas foram nomeadas no governo FHC.

Henrique disse...

Joaquim Barbosa deu sumiço em provas para esconder ligação de seu filho com Marcos Valério

O Inquérito Nº2472/STF é justamente o inquérito que Joaquim Barbosa desmembrou da AP470(Mensalão) e escondeu em alguma gaveta do STF, justamente porque envolve Felipe Barbosa (FILHO DE JB) e um ex-diretor do Banco do Brasil nomeado por FHC e por quem Henrique Pizzolato foi substituído e condenado na referida ação.

Tá estourando na rede>