Google+ Badge

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Temer é o poder em forma de desgraça e uma ponte para a opressão e o retrocesso

Por Davis Sena Filho -- Palavra Livre


michel temer é o exemplo fidedigno do que é um homem de direita, a comandar um  governo de direita e completamente voltado e dedicado aos ricos e muito ricos, às grandes corporações, a exemplo das petroleiras internacionais e à banca internacional, a que exige superávits primários bilionários de um país, de uma Nação e de seus trabalhadores, a fim de encher de dinheiro e riquezas os bolsos e os cofres dos banqueiros nacionais e internacionais.

Com o temer no poder há o que se temer. Sua personalidade sorrateira e dissimulada, seu caráter despótico e seus valores e princípios sectários e elitistas o transformam, sem sombra de dúvida, em um ditador de terceiro mundo com ares de "quatrocentão" de São Paulo, Estado useiro e vezeiro em promover golpes contra presidentes trabalhistas e tudo aquilo que possa mexer com os interesses da plutocracia brasileira, que até hoje sente saudade e nostalgia dos tempos da escravidão.

Poder-se-ia dizer que michel temer, o "aristocrata" de província e de ares e gestos monárquicos é uma farsa de si mesmo, porque mentiroso e golpista, além de totalmente leviano, porque traidor do povo brasileiro, da democracia, do Estado de Direito e, principalmente, de Dilma Rousseff, a quem ele deveria respeitar e considerar, porque, independente de qualquer projeto e desejo que este político de conduta abjeta gostaria de concretizar, sua posição como vice-presidente e aliado de um governo de coalizão está acima de quaisquer coisas.

Portanto, é inaceitável que tal sujeito desleal e traidor assuma como usurpador do poder a Presidência da República. Vou ser mais claro e objetivo. Se, porventura, Dilma Rousseff reassumir a cadeira da Presidência de onde ela jamais deveria ter saído, michel temer (para relembrar: o nome dessa peçonha é sempre escrito em letras minúsculas por ser tratar de um pigmeu moral, político e citadino) e seus pústulas igualmente golpistas, que o acompanharam nesse horrendo golpe bananeiro e terceiro-mundista, que reflete a carranca e o focinho da casa grande provinciana e ignorante, apesar de seus títulos acadêmicos e nobiliárquicos, deveria ir direto para a cadeia.

A burguesia e a pequena burguesia (coxinhas) odiaram de forma visceral os avanços conquistados pelo povo brasileiro, bem como querem vender o Estado para garantir que os próximos governos eleitos e de perfis democráticos e trabalhistas não tenham o controle de instrumentos e ferramentas, que são as empresas estatais e os ministérios sociais, no sentido de conduzir e implementar as políticas públicas de inclusão social, além de efetivar projetos de infraestrutura, ciência, pesquisa e tecnologia protegidos por normas e regras que protejam o interesse nacional em prol de seu desenvolvimento.

O Amigo da Onça usurpador, vulgo michel temer, surgiu como um rastilho de pólvora a explodir tudo o que foi construído com muito trabalho pelo povo brasileiro e pelos governos de Lula e Dilma nos últimos 12 anos, porque a partir do 13º ano a mandatária trabalhista teve seu governo engessado pelo Congresso, onde não conseguia aprovar matérias de interesse da Nação, bem como a imprensa de negócios privados dos magnatas bilionários e associados ao sistema judiciário (STF, PGR/MPF e PF) deram forma jurídica e publicizaram o golpe bananeiro, mas violento, a fim de "ganhar" adeptos, principalmente no segmento ocupado por coxinhas amarelões de classe média e paneleiros de barrigas cheias, que cooperaram para que a "elite" política e judiciária de direita pudesse dar uma conotação popular ao golpe.

Só que há um problema insolúvel para a direita golpista desprovida de votos e que será, inquestionavelmente, relatado pela História: a presidente Dilma Rousseff não cometeu dolo. Não existe crime de responsabilidade. Não há provas! Integrantes, cúmplices e apoiadores do governo golpista e usurpador do poder constituído pelo povo reconheceram o golpe. Romero Jucá, José Sarney, Rose de Freitas, Gilmar Mendes, Zezé Perrela, dentre outros, pronunciaram-se quanto a este assunto e reconheceram que as "pedaladas" foram apenas um subterfúgio para depor uma presidente constitucional.

É o fim da picada o Brasil mais uma vez ser tratado por uma "elite" política, judiciária e midiática como uma República das Bananas, a envergonhar a Nação e fazer com que dezenas de milhões de brasileiros se sintam mal, porque tiveram seus votos invalidados por uma malta de bandidos golpistas que tomaram o poder central como ladrões que assaltam bancos, lojas, residências e pedestres. Os canalhas tomaram o poder na mão grande, a rasgar a Constituição e a mandar para o espaço o Estado de Direito constituído para ser institucionalizado, de forma que o Brasil se tornasse, enfim, um País e uma Nação civilizada.

Civilizado como o são as sociedades dos países desenvolvidos tão admirados pela casa grande brasileira tacanha, atrasada, egoísta, golpista, violenta, sectária, racista, que faz do retrocesso "Uma Ponte para o Futuro", o nome ridículo e cretino dado ao programa e às propostas de carácteres trogloditas de michel temer, o "monarca" de quinta categoria e farsante, que se comporta como um gorila dentro de uma loja de caros e finos cristais. temer (sempre no minúsculo) é a cara lavada e escarrada da burguesia e da pequena burguesia (classe média coxinha) deste País. Um atraso e provincianismo só. Inenarráveis... E sabe por quê? Porque essa gente de alma pequena e ignorante olha e enxerga o futuro pelo espelho retrovisor.  

Todo esse processo político, jurídico e midiático draconiano ou vampiresco é, na verdade, farsa e fraude efetivadas por criminosos que se apoderaram ilegalmente e ilegitimamente do Estado brasileiro, sem ter a autorização das urnas, que são soberanas, conforme reza a Constituição. Esses cafajestes rasgaram a Carta Magna ao seus bel-prazeres, porque sabem que por intermédio do voto não conquistarão o poder, ainda mais que o PT poderá ter como candidato o político mais famoso e conhecido da história do Brasil, que é o ex-presidente Lula, que está a ser perseguido ferozmente e até desumanamente por juiz de província e de primeira instância, politicamente ignorante e bárbaro.

Além disso, Lula é também alvo de delegados e procuradores opressores, que se aproveitam de seus cargos para agirem seletivamente em prol dos interesses da direita brasileira e de seus partidos políticos, a exemplo do PMDB, do DEM e, principalmente, do PSDB. Agremiações que tomaram o poder por meio de um golpe depois de o Brasil ter reconquistado a democracia há mais de 30 anos. Uma mixórdia só. Nunca vi tanta molecagem praticada por homens e mulheres que ocupam cargos e exercem funções importantes na República Federativa do Brasil. Inaceitável.

Não há como tergiversar com essa gente da casa grande. Se Dilma Rousseff, por meio do julgamento do Senado, em agosto, voltar para retomar o poder conquistado de forma legal e legítima, realmente, se existe Justiça neste País, tais golpistas, servidores e políticos deveriam ser presos e afastados do serviço público para o bem da Nação e da civilização, que não tolera bárbaros, burgueses selvagens, assim como ser efetivado rapidamente o marco regulatório para os meios de comunicação, porque assim como está não dá mais para ficar.

Continuar a aturar coronéis midiáticos com pensamentos políticos e econômicos do século XIX é uma coisa que não se deve realmente fazer, porque seria grave imprudência e omissão. Trata-se de questão ontológica o caso desses bárbaros e fundamentalistas da imprensa de mercado. Os cérebros desses sacripantas golpistas deveriam ser doados, após suas mortes, à Ciência, pois se trata de metafísica.

Os magnatas bilionários donos de oligopólios midiáticos são golpistas perigosíssimos, cometem crimes, diuturnamente e historicamente, geração após geração, contra os interesses do Brasil, sendo que por causa desses motivos devem ser tratados como são, ou seja, serpentes e escorpiões. Não se deve também, como fizeram os governos trabalhistas do PT, alimentar lobos e coiotes selvagens com vara curta. A esquerda, definitivamente, tem de aprender e entender como a banda toca aqui nos trópicos para poder governar e nunca mais dar condições para que haja golpes bananeiros, porém, violentos. A verdade é que o Brasil está a sofrer uma ruptura constitucional. Mais uma para a nossa desgraça e humilhação. É por aí... Ponto.

Simplesmente a direita brasileira, liderada pelos gorilas fascistas de São Paulo, a ter o senador tucano Aécio Neves como a "Maria Louca" do front golpista, para quase dois anos depois de sua derrota para Dilma ser ripado, ou seja, chutado para o alto pelo próprio sistema judiciário que blindou seus atos de corrupção até ter certeza de que os tucanos de São Paulo pudessem, no lugar de Aécio, controlar novamente o PSDB e reivindicar a candidatura à Presidência da República. E foi feito. Aécio Neves está na berlinda. Pode até não ser preso, porque tucano e coronel midiático no Brasil são vergonhosamente inimputáveis, para o desgosto e o inconformismo de quem não é idiota e não se deixa ser. Todavia, Aécio é do sistema, o mesmo sistema seletivo que prende um lado e blinda e protege o outro, que é o lado da grande burguesia plutocrata.

michel temer é a representação fidedigna do que o Brasil tem de pior e mais selvagem. Porque haveremos de convir: não há nada mais atrasado, violento e provinciano do que os inquilinos da casa grande brasileira que, volto a falar, escravizou seres humanos por 388 anos. Existe burguesia mais escrota do que a brasileira? Pode ter igual no mundo, mas não pior. A casa grande deste País é a verdadeira jabuticaba. Ela é mentalmente e incompreensivelmente miserável.

E por quê? Porque ela é escravocrata, dá tiro no pé, pois quer um País para poucos, de caráter VIP, até porque o Brasil somente serve para fazer negócios, assim como seus filhos vivem mais no exterior no que neste País. E, se vivem aqui, moram e se movimentam socialmente em redomas de cristais. Muitos filhos dessas comunidades burguesas se transformaram em juízes e procuradores e tentam transformar o mundo por meio de seus princípios e valores, que são os mesmos das classes ricas e, com efeito, dominantes.

No entanto, desconhecem a dura realidade da grande maioria da sociedade brasileira. Pequenos burgueses togados, que, equivocadamente e autoritariamente, consideram-se mais importantes do que as autoridades eleitas pelo voto popular, como são os casos de Lula e Dilma Roussef. Durma-se com um barulho desse. Não é mole não, vei!

Politizaram-se, partidarizaram-se e ideologizaram a política para criminalizá-la e judicializá-la. É este o processo do golpe bananeiro de estado. Não há outra versão; só se for para causar confusão à sociedade e despolitizar ainda mais os coxinhas golpistas de índoles fascistas, que pediram até por um golpe militar em suas manifestações, que mais pareciam, ridiculamente, com micaretas, porque essa gente de alma pequena nunca protestou por causa de fome ou por não ter acesso ao estudo, ao emprego digno, ao consumo, à moradia e ao lazer e entretenimento.

Agora o Brasil passa por um sério retrocesso. O governo do usurpador Amigo da Onça -- vulgo michel temer --, composto por golpistas criminosos que tomaram o poder de assalto estão a realizar uma administração governamental predatória, de entrega de nossas estatais, riquezas e de desmantelamento do Estado nacional. Estão também tais picaretas a desconstruir o que foi construído, que são os programas de inclusão social.

Imagine, por exemplo, se o Brasil não tivesse esses programas? Somos um dos países que tem mais homicídios no mundo, além outros crimes bárbaros. Como estaria a nossa situação agora, nos tempos de hoje? Muito pior. E o que faz o chefe dos fascistas, michel bárbaro temer? Ele começa, e com muita urgência e rapidez, a desmontar o estado de bem-estar social, além de vender o que puder, como já ressaltei anteriormente.

Trata-se de um perverso de extrema direita. Se não fosse um direitista radical, michel temer não teria como ministro da Justiça o advogado Alexandre de Moraes, notório espancador e repressor de movimentos sociais e sindicais. Você acha que tal brucutu e traidor de Dilma Rousseff já fez tudo que tinha de fazer em seu curto governo digno de um huno, ou seja, de um bárbaro? Pois esperem...

O troglodita de direita se assumir, definitivamente, o poder em que ele usurpou, certamente que o Brasil vai perder, e muito. As privatizações, inclusive o Pré-Sal, serão imensas e a toque de caixa, bem como o acesso das pessoas mais pobres, que é a maioria do povo brasileiro, aos programas sociais ficará apenas em suas lembranças. temer é um tubarão feroz e voraz; uma criatura formada e preparada para defender e atender os interesses do status quo. michel temer é a face mais dura do establishment nacional, porque este golpe bananeiro é made in Brazil.

Em poucos dias à frente do governo ilegítimo e ocupado por golpistas, michel temer efetivou as seguintes medidas, bem como propôs outras: incorporou o Ministério da Previdência ao Ministério da Fazenda para diminuir sua importância e tentar dificultar o debate sobre questões previdenciárias, bem como interditar a discussão relativa à reforma previdenciária, pois, na Fazenda, será mais fácil mentir como sempre mentiram, a ter como desculpa o "rombo" da Previdência para ferrar os trabalhadores e os aposentados; reajuste do salário mínimo sem obrigatoriedade de repor a inflação; fim da indexação de qualquer benefício previdenciário ao valor do salário mínimo; aumento no tempo de contribuição e da idade mínima para aposentadoria (75 anos), inclusive para servidores da ativa; aumento de impostos; permitir que as convenções coletivas prevaleçam sobre as normas legais, salvo quanto aos direitos básicos.

Além disso, tal governo de direita e completamente distante dos interesses do povo brasileiro realizou mais estas ações: Ministério sem mulheres, negros e índios; fim da Secretaria de Igualdade Racial; fim do Ministério da Cultura; assim como o Ministério da Educação foi entregue ao DEM. Sinceramente, quem entrega a Educação ao DEM é porque realmente deseja que o Brasil retroceda à Velha República ou à escravatura.

O ministro golpista da Educação, Mendonça Filho -- vulgo Mendoncinha, é filiado ao DEM, evidentemente, partido que combateu duramente o ProUni, o Fies, o Enem, o Pronatec, as cotas, os 50% do Fundo do Pré-Sal para a Educação e 75% dos royalties do petróleo para o setor educacional, ou seja, o DEM, herdeiro da UDN e principal partido que deu sustentação à ditadura com as siglas de Arena e PDS, lutou, incessantemente, contra os avanços conquistados na última década na área da Educação.

Este partido empresarial e fascista defende:  a mensalidade paga em cursos de extensão e pós-graduação; o ensino superior nas mãos da iniciativa privada, além de apoiar michel temer na revisão do Bolsa Família e o fim dos reajustes; o fim da Controladoria Geral da União (CGU), que aconteceu; reduzir o Sistema Único de Saúde (SUS), sendo que o desmonte do SUS, uma das maiores conquistas do povo com a Constituição de 1988, atende aos interesses privados da saúde.

Além disso, essa gente sem eira nem beira quer desobrigar o Estado de sua obrigações constitucionais. É a proposta de jerico de Ricardo Barros, ministro da Saúde, que quer flexibilizar a obrigatoriedade de aplicação de percentuais mínimos do orçamento na área da Saúde. Por sua vez, tal ministro golpista quer o fortalecimento dos planos de saúde, que financiaram as campanhas desse sujeito irresponsável que luta para diminuir o SUS em um País com graves desigualdades sociais e com uma população de 210 milhões de habitantes. Não satisfeito com a patifaria via golpe, Barros ainda disse que a qualidade dos serviços de planos de saúde não será controlada pelo governo.

temer deu fim ao Ministério do Desenvolvimento Agrário. Sua extinção aconteceu para ser incorporado à pasta do Desenvolvimento Social. A "incorporação" tem a finalidade mórbida e perversa de enfraquecer os movimentos sociais do campo, as associações e a agricultura familiar. Tem o propósito de tirar dos trabalhadores a força de reivindicação e dificultar o diálogo com o governo golpista. A Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) considerou as decisões de temer e sua trupe de malfeitores como um retrocesso para as conquistas da agricultura familiar e da reforma agrária no País. A Contag lembra que o modelo de gestão para políticas públicas agrícolas era referência mundial e será profundamente afetado.

temer e sua casa civil (o nome da peçonha sempre em minúsculo) ainda fez mais merda: revisão da demarcação de terras indígenas, a prejudicar  as demarcações de terras indígenas. Dilma assinou 21 atos para desapropriar 56 mil hectares de terras. O ministro golpista do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, chegou a declarar que “terra indígena é invasão de propriedade legitimada pelo Estado”. A subprocuradora-geral da República, Deborah Duprat, avalia que a revisão da demarcação de 56 mil hectares de terra fere a Constituição. Entidades ligadas à questão indígena já anunciaram que vão à Justiça contra a medida. Observe o que esse indivíduo menor disse: que o Estado legitima invasões de terras. Trata-se da direita em toda sua eloquência bárbara de alma patrimonialista, porque para verdugos desse quilate o Estado tem de servir à casa grande ao invés de atender à Nação.

Privatizações é com essa gente traiçoeira. O golpe tem por objetivo restabelecer a agenda neoliberal derrotada em quatro eleições consecutivas pela maioria do povo brasileiro. O golpista temer e seus ministros estúpidos e inconsequentes querem privatizar a Petrobras e seu Pré-Sal, a Casa da Moeda, os Correios, as centrais elétricas federais e tudo o que puder entregar aos empresários da iniciativa privada, seja nos âmbitos federal, estadual e municipal. A ordem é deixar o Brasil no oco, sem a autoridade do voto e a determinação soberana do povo. Por isto que são chamados de golpistas.

O ataque de rapina duríssimo ao programa Minha Casa, Minha mostrou para o que veio o governo ordinário de temer. O ministro golpista das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), revogou a construção de 11.250 unidades residenciais. É que tucano está acostumado a tirar na porrada as pessoas que ocupam imóveis porque não tem onde morar, mas jamais construir casas. E fez mais o temer predador em sua desditosa interinidade: fim da Secretaria de Direitos Humanos, agora subordinada ao Ministério da Justiça de Alexandre de Moraes, um rábula de extrema direita que representa o que há de mais conservador e retrógrado no País. Poder-se-ia dizer que Moraes ama o retrocesso e a repressão aos movimentos sociais como o poeta ama as canções.

Para finalizar sobre os poucos dias do governo espúrio de michel temer, tal sujeito reativou o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), um retrocesso institucional terrível, porque dá poder a um general de novamente se meter em questões civis, até mesmo com sindicatos e a espionar lideranças políticas, como ocorreu com o Lula, em pleno ano de 2016, como se estivéssemos em plena ditadura no fim dos anos 1970, quando Lula surgiu como liderança sindical nacional. temer tem profunda nostalgia dos anos de chumbo, porque foi forjado politicamente nesta época.

Tentou-se o golpe na EBC, cujo presidente tem mandato de quatro anos. O STF não permitiu, e não sei como, porque a esta altura não se espera nada de justo do Supremo. A EBC não poder existir. Porém, a TV Cultura dos tucanos de São Paulo não só pode existir, como deve, inclusive, combater os governos petistas. Querem simplesmente impedir que a televisão e a comunicação públicas existam. Não se pode falar e nem se expressar, a não ser ter de se submeter ao pensamento único das mídias privadas dos magnatas bilionários de imprensa.  

Ao concluir o artigo, José Serra no Ministério das Relações Exteriores e o subsequente fechamento de embaixadas inaugura-se no Brasil a diplomacia do porrete e do gorila selvagem em um loja de cristais, coisa que nem os militares fizeram com a comunidade internacional. Pelo contrário, o Brasil do Governo Geisel foi o primeiro País a reconhecer a independência da africana Angola em 1975, então colônia de Portugal. temer ainda coloca em risco a existência do Ministério de Ciência e Tecnologia, a demonstrar toda sua verve de um brucutu de direita e sua essência de lesa-pátria, que são simbolizadas no logotipo de seu governo interino escolhido pelo Michelzinho, seu  filho.

Nada como um bom, velho e surrado patrimonialismo. Não critique o "pobre" golpista. Não seja duro, por favor. É porque o indivíduo minúsculo michel temer é muito família. O logotipo de seu governo direitista é uma bandeira do Brasil desatualizada e do tempo da ditadura civil-militar dos idos de 1964 a 1968, ano do AI-5. Talvez temer -- o Amigo da Onça -- quisesse homenagear aqueles tempos bicudos que lhes causam tanta nostalgia e ótimas lembranças. Bem, se temer ficar, muita gente terá o que merece. temer é o poder em forma de desgraça e uma ponte para a opressão e o retrocesso. É isso aí.


segunda-feira, 27 de junho de 2016

Golpe made in Brazil, coxinhas, atos falhos golpistas, Judiciário e outros que tais

Por Davis Sena Filho -- Palavra Livre


"E ademais disso, pelo que sei, a senhora presidente utiliza o avião, ou utilizaria, para fazer campanha denunciando o golpe" -- Amigo da Onça, vulgo michel temer ao reconhecer o golpe no Brasil.

E eles se recolheram... Se despiram da camisa amarela da Seleção Brasileira, outrora amada pelo povo brasileiro, mas que hoje está umbilicalmente ligada aos interesses econômicos da Globo e ao que de mais atrasado em termos filosóficos, políticos e sociais, que são os coxinhas de direita de classe média, que a despeito de não serem ricos e não controlarem os meios de produção, aliaram-se novamente à grande burguesia, a dona da casa grande, porque carregam consigo os valores e os princípios da casta social hegemônica, que jamais aceitou a ascensão socioeconômica dos pobres e a importância do Brasil como protagonista em um mundo globalizado.

A classe coxinha aliada histórica da burguesia de caráter escravocrata e índole sectária, que financiou e promoveu a queda de mais um mandatário trabalhista brasileiro, eleito pela soberania do voto popular, no caso a presidente Dilma Rousseff, que recebeu democraticamente e legalmente do povo brasileiro 54,5 milhões de votos, e mesmo assim foi derrubada por um consórcio de direita, golpista e violento formado pelos STF, MPF, PF, PSDB, DEM, PPS e aliados, além da Rede Globo e suas congêneres televisivas, radiofônicas e impressas.

Contudo, a pergunta está no ar. Cadê os coxinhas despolitizados, a maioria analfabeta política e tão sensível politicamente como um gorila selvagem dentro de uma loja de finos e caros cristais. Cadê os coxinhas universitários de pais e avós igualmente universitários que saíam a vociferar como uma malta de lobos, a agredir fisicamente e a insultar ferozmente as pessoas que não pensam como eles, bem como eram cercadas nas ruas, nos shoppings, nos restaurantes, nas universidades, nos diferentes eventos, nos estádios e até mesmo em hospitais? Cadê? O golpe comeu...

Muitos desses coxinhas inconsequentes, irresponsáveis, porque despolitizados; ignorantes, porque desconhecem a história do Brasil, além de não saberem patavina da história da nossa economia, da política e de seus partidos, respectivas correntes ideológicas e o que eles representam para a sociedade brasileira, como demonstraram, sem dúvidas, suas ações, atos e palavras por meio das redes sociais e das ruas. São jovens, de 16 a 40 anos ou um pouco mais, que não sabem, pois não viveram em um País sob o tacão de uma ditadura civil-militar violenta e censora, bem como não fazem ideia do que é uma espiral inflacionária de mais de 1000%, no decorrer de anos.

Vivíamos em uma economia estagnada por causa do esgotamento do modelo econômico adotado pelos czares da economia do regime militar, que acarretou ao Brasil, no decorrer da década de 1980 até meados da década de 1990, forte desaceleração da economia, o que acarretou uma sequência de PIB muito fracos, que não condiziam de forma alguma com o País mais poderoso da América Latina, o mais populoso e industrializado, apesar dos contrastes regionais e das desigualdades sociais, que, apesar dos programas de inclusão social do PT, ainda perduram em algumas regiões do País, apesar dos avanços nessa área reconhecidos pelos órgãos e instituições internacionais, como a ONU, a Unesco, a FAO, a OMS e as universidades e institutos de pesquisas governamentais e privadas.

Os coxinhas mais jovens e os despolitizados mais velhos, ao que parece, realmente não têm ideia do que era viver naqueles tempos bicudos, de economia restritiva, pois um mercado anão para o tamanho do Brasil, bem como ser impedido de ter acesso ao pleno e livre consumo. Para se ter uma ideia, era quase impossível, para a classe média tradicional, branca e universitária, comprar casa, aparelhos eletroeletrônicos de todas as linhas e tipos, assim como comprar e trocar de carro, ir a restaurantes e viajar de avião.

Haviam restrições, porque o Brasil daqueles tempos era realmente pertencente a uma minoria, como querem fazê-lo agora retroceder, com a presença do Amigo da Onça -- o bárbaro de direita --, vulgo michel temer, homem completamente desleal e traiçoeiro, que deveria, reitero e ressalto, ser preso para que nunca mais esses trogloditas e fascistas voltem a incorrer em crimes, porque golpe é crime e quem comete crime é criminoso. E temer e seus golpistas espalhados pelos três poderes são, indelevelmente, criminosos.  

Agora é que o bicho vai pegar. O governo do traidor e usurpador michel Amigo da Onça temer (o nome de tal peçonha é sempre escrito em letras minúsculas por se tratar de um pigmeu moral, político e citadino) não é reconhecido por milhões de brasileiros. Falta-lhe legitimidade, porque "legalmente" travestido de legítimo, já que Dilma Rousseff não incorreu em crime de responsabilidade, ou seja, não é autora de dolo.

A verdade é que tal sacripanta usurpou o poder e, por sua vez, deveria ser retirado a pontapés da Presidência da República e levantar de sua cadeira para ir direto à cadeia, porque deveria ser acusado de crimes de conspiração e traição, o que será impossível, porque no Brasil, para o desgosto e a desgraça da população, principalmente a mais pobre, além dos segmentos mais conscientes da sociedade, verifica-se in loco que temos uma Justiça, um Ministério Público e PGR e uma Polícia Federal completamente comprometidos com um golpe de estado travestido vergonhosamente de legal e constitucional, quando a verdade é que não é. Nem todo brasileiro é idiota como pensam os togados e a imprensa de mercado da burguesia. Trata-se de um acinte. Inaceitável.   

Os pequenos burgueses (coxinhas), a grande maioria e inclusive os mais velhos, não sabem o que fizeram, mas como e qualquer bicho da natureza terrestre possuem instinto, que se trata de um impulso natural e independente da razão, que geralmente tem a finalidade de preservar a espécie, tanto no que concerne à defesa da vida quanto no que é relativo à perpetuação da espécie e a achar comida para não passar fome.

Os coxinhas ferozes de classe média, muitos deles completamente encolerizados ao ponto de tentar invadir o Palácio do Planalto depois de o juiz de direita e de província, Sérgio Moro, do PSDB do Paraná ter repassado os grampos dos diálogos entre Lula e Dilma à imprensa de negócios privados, a fim de interditar a posse do líder trabalhista como ministro-chefe da Casa Civil, fato este inesquecível, porque ficará na história do Brasil o quanto um juiz mal-intencionado, completamente envolvido com a política partidária e ideologicamente de direita pode prejudicar a estabilidade democrática e institucional de um País. E foi exatamente isto que ocorreu.

Moro ao invés de estar a aplicar o Direito, coisa que ele não faz, e cometer desatinos em nome do combate à corrupção, deveria ter sido afastado para o bem do serviço público, bem como posteriormente demitido, porque causou comoção pública, fez com que grupos de pessoas se voltassem contra um governo constitucional e eleito democraticamente, além de humilhar, constranger e oprimir o ex-presidente Lula, a presidenta Dilma e causar revolta e indignação aos brasileiros que discordam das ações seletivas e arbitrárias do juiz Moro, dos procuradores obsessivos pelo PT, mas jamais pelo PSDB, e dos delegados aecistas, que adoram prender petistas, mas se "esquecem" do próprio Aécio Neves.

Exatamente. O tucano golpista-mor, ex-governador de Minas Gerais e presidente do PSDB, delatado inúmeras vezes por vários criminosos presos, mas blindado estupidamente e vergonhosamente por aqueles servidores públicos pagos a peso de ouro pelo contribuinte, que deveriam proteger a Nação e aplicar o Direito, conforme apregoa a Constituição, quando define e determina que "todos os brasileiros são iguais perante a Lei".

Ora bolas! Iguais até a segunda página para esses servidores alicerces do golpe, porque quando delatores citam nomes de políticos demotucanos e, mais do que isto, oferecem-se para "abrir o jogo" e falar tin-tin por tin-tin como o PSDB e seus aliados organizaram seus esquemas de corrupção para financiar eleições, bem como se darem bem na vida privada, os varões de Plutarco do MPF do Paraná, à frente Carlos Fernando e Deltan Dallagnol, assim como o juiz Moro e os delegados aecistas de Curitiba, não se interessam e arquivam ou deixam em banho-maria os processos que podem prejudicar os tucanos, bem como acontece com michel temer -- o traidor.

Não porque o respeitam ou o consideram tal direitista, mas, principalmente, porque a concretização do golpe passa por ele, temer, que ocupa o poder ilegitimamente e se aliou com o PSDB, que controla três ministérios, sendo que dois deles são, nada mais, nada menos que o Itamaraty e o Ministério da Justiça, esta a instituição que controla a Polícia Federal, cujo ministro é o Alexandre de Moraes, tucano empedernido, radical de direita e que tratou as questões sociais em São Paulo como caso de polícia, a dar porrada, a torto e direito, nos trabalhadores, que até hoje o processam por meio de seus sindicatos. É a direita no poder, vei!

País nenhum merece um sistema judiciário que comete crimes jurídicos e constitucionais, age seletivamente, atua de forma arbitrária, atropela a Constituição e escolhe lado, partido político e até mesmo candidato. É o fim da picada, como também essa gente corporativa paga um alto preço junto à sociedade: falta de credibilidade e confiança por parte de milhões de brasileiros. Quem confia na Justiça que está aí? Em um STF golpista ou no mínimo omisso? Ninguém, porque Inaceitável. Tratar o País como idiota, não dá, não cabe e não é, definitivamente, prudente. Todo mundo sabe que Dilma foi vítima de um golpe e que as "pedaladas" são subterfúgios hipócritas e maquiavélicos para a efetivação do golpe de estado.

Golpe que tem de ser urgentemente combatido e necessariamente revertido no plenário do Senado, ao custo de o Brasil ter o Estado desmantelado e suas estatais mais importantes vendidas para os estrangeiros, bem como o povo ter de enfrentar uma guinada ultraliberal na economia como um todo, além de ser vítima de prejuízos contra as conquistas dos trabalhadores, como limitar a CLT, extinguir as políticas públicas de inclusão social e restringir os direitos humanos. Porque se tem alguma coisa com que a direita não se preocupa e nunca se preocupou é com a independência do Brasil e com a emancipação do povo brasileiro.

Está todo mundo a observar, inclusive a comunidade internacional por intermédio da imprensa e de governos, que consideram o processo de impeachment contra Dilma Rousseff um golpe desprovido das força das armas, mas maquiavélico por se tratar de um golpe forjado juridicamente, com forte presença do Congresso e o apoio publicitário por meio das mídias historicamente golpistas do magnatas bilionários de imprensa, que há décadas transformam o Brasil em um caldeirão de crises, para assim impor suas agendas políticas e econômicas ao País, mesmo sem ter um único voto.

O golpe totalmente nacional -- made in Brazil --, competente e organizado inteiramente pela oligarquia política brasileira, a ter o sistema judiciário indevidamente e criminosamente partidarizado e ideologizado. O golpe dos atos falhos e das declarações sinceras. Gilmar Mendes, político de direita e do PSDB do Mato Grosso, além de juiz do STF, senadora Rose de Freitas (PMDB/ES), o senador Romero Jucá (PMDB/RR), o senador Zezé Perrella (PDT/MG), além do usurpador michel temer, todos proferiram, em dias diferentes, pensamentos em comum em relação ao golpe de estado.

O golpe é tão golpe, tem tanta cara de golpe, que os membros do Governo, gente experiente, políticos tarimbados, começaram, por intermédio de atos falhos ou sinceridade desmedida, porque não se importam com nada, nem em resguardar seus nomes perante a sociedade e a história, que estão a falar e a reconhecer que o Brasil sofreu mais um golpe bananeiro e violento contra sua democracia e instituições republicanas.

E não é que a  senadora Rose de Freitas (PMDB/ES), que integra a Comissão de Orçamento do Senado, ou seja, está por dentro de questões orçamentárias, disse o seguinte: "Por que o governo saiu? Na minha tese, não teve esse negócio de pedalada, nada disso. O que teve foi um País paralisado, sem direção e sem base nenhuma para administrar. A população não queria mais e o Congresso também não dava a ela (Dilma) os votos necessários para tocar nenhuma matéria". Só que tem uma coisa que a senadora golpista do PMDB esqueceu: a população não é composta somente por coxinhas, tanto que a presidente Dilma venceu as eleições. Por sua vez, o Congresso não aprovava as matérias porque decidiu dar um golpe e, com efeito, engessou as ações do Governo Trabalhista. Ponto.

Rose reconhece o golpe e com conhecimento, porque apoia michel temer e trabalha com orçamento. Além disso, não é porque uma presidente perca o  apoio no Congresso ou fique impopular para que golpistas se deem o direito de cometer crimes, como é o caso do golpe. Isto não existe. Por seu turno, a política é dinâmica e a economia é cíclica, então, não há desculpas para se dar um golpe bananeiro promovido pela casa grande terceiro-mundista e de índole escravagista secular.

Romero Jucá, antes de Rose de Freitas, foi pego com a boca na botija, pois seus áudios gravados pela PF e repercutidos pela imprensa comercial e privada (privada nos dois sentidos, tá?!) comprovam que o golpe de estado de direita era para proteger os corruptos do PMDB e seus aliados, dar fim ou intervir na Lava Jato, bem como impor ao Brasil a receita ultraliberal derrotada em quatro eleições consecutivas e que arrasou com o Brasil e a América Latina nos anos 1990. Ou seja, implementar um programa neoliberal que não deu certo em lugar nenhum do mundo. Duvida? Pesquise e estude sobre a crise que arrasou a Europa e os Estados Unidos a partir de 2008 e que perdura até hoje.

Além de Jucá e Rose, o senador mineiro Zezé Perrela, do PDT, mas é tucano, amigo e aliado de Aécio Neves, também foi autor de um "sincericídio", e disse: "Claro que o motivo maior (golpe) não foram as pedaladas",  mas a "(...) falta de articulação do governo aqui dentro". A Justiça também não ficou de fora. Gilmar Mendes afirmou: "O processo é político, se ela (Dilma) tivesse cometido crime, se ficasse flagrantemente provado, que ela tivesse cometido crime, e ela tivesse 172 votos, ela também não seria processada".É mole ou quer mais? 

Esses caras da direita deram um golpe, e o mundo sabe disso. Menos a imprensa bananeira brasileira. É aquela que produz e repercute um jornalismo de esgoto, porque antinacionalista, antirrepublicana e elitista, além de escravagista. A direita está desesperada. Agosto está aí e Dilma Rousseff pode não cair e retornar para onde jamais deveria ter saído: a Presidência da República. Quem viver verá. Cadê o coxinha golpista que estava aqui? O golpe comeu... Sumiu com eles. Escafedeu-se. É isso aí.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Julgamento do golpe se aproxima e Moro foca no PT para ajudar o Temer do Cunha e do Moraes

Por Davis Sena Filho -- Palavra Livre

Alexandre de Moraes: Esta é a cara e a alma do governo usurpador e de direita de temer — repressão aos trabalhadores para garantir os interesses da casa grande.
É mais ou menos assim que essa gente da Vara do Moro golpista, partidária e seletiva pensa: "Tá, a gente deu um jeito de esculhambar o PMDB, o temer e mostrar quem manda. Agora persigamos novamente o PT, pois investigar e punir o PSDB nem pensar, jamais, para que possamos sacramentar o golpe de estado (bananeiro e violento), que tem a cara e focinho do PIG".

Quero deixar claro e ressaltar mais uma vez que eu não sou idiota e nunca permiti que me tratassem como tal. Também quero asseverar que milhões de brasileiros como eu estão a observar atentamente as ações partidárias, ideológicas e seletivas do sistema Judiciário (STF, PGR e PF), que não se importa em ser republicano, quando deveria ser sua obrigação, a fim de proteger e defender os interesses da Nação.

A verdade é que uma grande parcela da população brasileira ainda não entendeu que os golpistas criminosos não lutam apenas em um front. De forma alguma. Existe o front político-partidário, de controle da base do Congresso cuja finalidade é permitir a aprovação das propostas desse governo espúrio e ilegítimo. Porém, a grande ansiedade e pavor dessa gente se resume às questões econômicas. Este é o grande medo desses covardes apátridas e dignos de irem para cadeia por serem autores de um golpe contra o povo, o Brasil, a democracia e o Estado de Direito.

Trata-se de um governo de direita totalmente dedicado e devotado ao mercado e capaz de fazer qualquer coisa para desmontar tudo o que foi feito nos últimos 13 anos em prol da reconstrução estrutural do Brasil e da inserção do povo brasileiro na economia, na educação e no emprego, a ser incluído no Orçamento da União pela primeira vez na História, além de ter acesso ao mercado de consumo, abrir conta em banco e experimentar a sensação do que é cidadania, ser cidadão, realidades que seriam impossíveis e irrealizáveis com os governos de direita no poder, como se verifica ao analisarmos o passado.

michel temer (o nome dessa peçonha é sempre escrito em minúsculo por se tratar de um vulgar e ordinário traidor, além de um pigmeu moral, político e citadino) está entre a cruz e a espada. Todo mundo sabe que ele está envolvido em vários esquemas de financiamento eleitoral, afinal tal golpista e traidor da Nação há 30 anos ou mais pertence à cúpula do PMDB.

Só o que faltava agora os sistemas midiático dos magnatas bilionários e do Judiciário dos juízes, procuradores e delegados seletivos e partidarizados de direita dissimular, escamotear e manipular as realidades, sendo que estas são tão reais que chegam a esbofetear a cara da sociedade brasileira, por ser tão claro e transparente que o STF, a PF, o MPF e a Vara do Moro são, juntamente com a imprensa de mercado e sonegadora de impostos, os alicerces do golpe violento e bananeiro.

A visita do ministro golpista e interino da Justiça de temer, Alexandre de Moraes, que vem a ser um tucano extremado de direita e defensor dos interesses da burguesia paulista, que no Governo Alckmin tratou os movimentos e as reivindicações sociais como caso de polícia e, com efeito, meteu a porrada em quem ousasse a "cometer desobediência civil", como ele afirmou várias vezes, deixa os segmentos da sociedade organizada e democrática muito preocupados e temerosos que se acontecer a deposição definitiva de Dilma Rousseff, a guinada à direita desse governo demolidor do patrimônio público e das garantias constitucionais e dos direitos civis e trabalhistas da população estarão realmente em perigo.

O governo temer, ressalto, é golpista e recorrente, em pouco tempo no poder, em reprimir e oprimir os movimentos sociais, o PT, as pessoas próximas de Lula e Dilma e já está a chegar com suas mãos fascistas na blogosfera progressista, a atender os interesses das oligarquias midiáticas, que foram duramente combatidas por blogs e sites de esquerda. Pela primeira vez na história os jornalões burgueses não falaram sozinhos, a impor suas versões e manipular a opinião pública, a fim de manter intactos seus benefícios e privilégios.

Com temer definitivamente no poder ocorrerá, sem dúvida, perseguição dura à esquerda e a ambição e o desejo em desmantelar o Estado Nacional para que ele nunca mais atenda os mais pobres pelas mãos de mandatários trabalhistas que conquistaram o poder central. Será o fim da luta para que o Brasil tenha um estado de bem-estar social para se transformar em um Estado mínimo, com trogloditas de direita a mandar a polícia dar porrada em trabalhador e calar a imprensa progressista na internet, a usar juízes e promotores contra aqueles que levantarem suas vozes contra a repressão e a opressão.

Alexandre de Moraes é um político de essência fascista e sua visita ao Paraná da Vara do Moro teve por finalidade recrudescer as ações contra Dilma Rousseff e Lula, pois agosto se aproxima e a direita sabe que se perder no Senado ela não voltará tão cedo ao poder central, bem como reeditar o governo de coalizão com o PMDB será impossível, porque, certamente, o PT não procurará restabelecer suas bases políticas com gorilas golpistas, que procedem como trogloditas selvagens, pois verdadeiros bárbaros que tomaram de assalto a Presidência da República de forma brutal e destrutiva contra o Estado brasileiro e as conquistas que permitiram a inclusão social por parte do povo brasileiro.

Esperem por esperar... a repressão já começou e o sistema judiciário transformou o Estado de Direito em letras mortas enterradas nas páginas da Constituição. Esse pessoal persegue e prende seus adversários, mas quem vai, um dia, prender esses canalhas que cometeram um monte de ilegalidades constitucionais e institucionais, além de terem servido governos extremamente corruptos do PMDB, do DEM e do PSDB.

A verdade é que se percebe com maior transparência que, apesar das quedas de ministros desse governo pária e bastardo, pois ilegítimo e golpista, nenhum está preso, tampouco o Cunha e sua família, mas, sim, o ministro do Governo Lula, Paulo Bernardo, sendo que sua mulher, a combativa senadora Gleisi Hoffmann do PT, que combate o tucano truculento Beto Richa, governador do Paraná, aliado do juiz Sérgio Moro, também foi alvo da PF que realiza ações para garantir o pão de cada dia da imprensa golpista em seus jornais que mais se parecem com shows circenses. Moro é aquele juiz que quando é questionado sobre a roubalheira e as prisões de gente do PSDB sempre responde com sua já célebre frase: "Não vem ao caso". É porque esse pessoal é tão arrogante e prepotente que considera todo mundo idiota. Só que não é bem assim. Nem todos são idiotas.

Tucanos são inimputáveis no Brasil, e, pelo que vejo, o pessoal brucutu de direita do PMDB também. O fato é o seguinte: Depois da ida de Alexandre de Moraes -- o Careca Integralista -- a Curitiba, foi desencadeada operação da Polícia Federal e da Força Nacional contra o PT, o MST, o MTST, a imprensa de esquerda da internet e contra políticos e aliados do Partido dos Trabalhadores. Estes, sim, são presos ou levados coercitivamente para depor. Agora, demotucanos ladrões nem pensar. Realmente é um País surreal, onde golpistas escancaram seus crimes e não sai publicada uma nota sequer na imprensa de negócios privados mais golpista e corrupta do planeta Terra.  

Depois das conversas que o ministro Careca Integralista da Justiça e pertencente aos quadros da burguesia provinciana paulista com o juiz de primeira instância, Sérgio Moro, e seus procuradores obsessivos pelo PT, mas jamais pelo PSDB, a Polícia Federal, com seus homens vestidos com fardas camufladas (a vaidade é tão desmesurada, que acho que eles pensaram que estivessem na Amazônia), cercaram a sede nacional do PT, não porque há naquele espaço provas para incriminar as pessoa, mas, sobretudo, porque atrai uma grande publicidade midiática negativa e de caráter injurioso, calunioso e difamatório contra o PT e seus membros.

Lembre-se: quanto mais enlamear o PT, mais fácil será derrubar com um golpe terceiro-mundista a presidente eleita com 54,5 milhões de votos concedidos pelo povo brasileiro. A mandatária que nunca roubou e está a ser julgado por uma camarilha de bandidos golpistas, razão pela qual o governo do usurpador e traidor michel temer é tratado como pária dentro do País e no exterior, inclusive pelos grandes jornais tradicionais dos países desenvolvidos. Ninguém é bobo. Idiota é quem pensa que todo mundo é bobo. Todo mundo vê e percebe que o Brasil e seu povo foram mais uma vez vítimas de um golpe de direita, que tem por finalidade entregar o País aos estrangeiros e demolir o que resta do Estado nacional.

temer (o nome sempre em minúsculo) é um covarde truculento e sua equipe também. O escarcéu cínico e hipócrita da imprensa golpista contra o PMDB serve apenas para se chegar ao Lula. A operação Lava Jato não foi criada para o Lula, mas com o tempo a Casa Grande e seus órgãos de hegemonia e opressão, a exemplo da imprensa empresarial e do sistema judiciário, perceberam que tal processo comandado pela Vara do Moro, pela PGR do procurador-geral-contra a República, Rodrigo Não Devo Nada a Ninguém Janot, e pela PF dos delegados aecistas seria uma grande plataforma eleitoral e de mobilização de massas.

Principalmente no que é relativo à massa amarelada com cheiro de coxinha de classe média rancoroso e inconformado com a ascensão dos pobres, que dividiram os shoppings, as universidades e os aeroportos com eles e seus filhos, no decorrer dos governos trabalhistas do PT -- o partido mais democrático que já vi e que no poder implementou no Brasil o período mais democrático de sua história. Democracia de verdade, porque real.

Quem viver no futuro e viveu a plena democracia em tempo recente nos governos Lula e Dilma vai compará-los com outros governos e perceber que nunca viu e sentiu nada igual. Somente os autoritários e recalcitrantes não se importam com o espírito de liberdade, que é tão importante como comer e beber para os verdadeiros democratas. São espíritos menores e sem luz ou pouco iluminados. A verdade é que a vida não vale a pena se a alma é pequena, como já asseverava o poeta.

Em Curitiba, o ministro arrivista e golpista da (in)Justiça disse: "Não há nenhuma relação da minha visita institucional, de apoio à Lava Jato. Provavelmente seja isso que tenha deixado desconfortável essas pessoas. É que o governo anterior jamais apoiou institucionalmente a Lava Jato, porque o governo anterior jamais apoiou o combate à corrupção". Chega a ser hilário o comentário de tal figura sombria. Pertence a um governo ilegítimo cujos ministros caem de podre por causa de corrupção. O despropósito é tanto que parece que esse indivíduo acabou de chegar à Terra vindo do espaço exterior. Cinismo é pouco...

Dá para levar a sério um homem como este, a não ser desconfiar de suas atitudes tão tucanas quanto às privatarias de FHC, ou seja, de boas intenções o inferno está cheio. Então quer dizer que o governo anterior não apoiou a Lava Jato? Então quer dizer que o governo anterior não deixou os procuradores e os juízes escolherem os colegas que assumiriam em listas tríplices a PGR, o STF e o STJ? Então quer dizer que os procuradores dos governos petistas não tiveram liberdade de investigar e denunciar? Foi o PT que extinguiu a Controladoria Geral da União (CGU) ou foi o temer? Quem teve, então, liberdade para investigar e denunciar? O procurador-geral do FHC que tinha o apelido de engavetador-geral da República? O que esse ministro golpista da Justiça diz não se escreve.

Não foi o PT que criou o Portal da Transparência de onde a imprensa corrupta e golpista retira suas informações para atacar os governos do PT com a maior cara de pau digna de bandido? Ah, então, tá. O governo anterior não se preocupou em combater à corrupção. Para o Careca Integralista e provinciano de São Paulo talvez ele pense que quem combateu a corrupção foi o Governo entreguista e apátrida de FHC e os governos de José Serra e de Geraldo Alckmin. Só não elenco os incontáveis escândalos de corrupção dos governos federal e estaduais do PSDB jamais investigados para valer, porque o Alexandre de Moraes sabe disso tudo. É que ele banca o leso e pensa que todo mundo é leseira como ele, que na verdade está a dissimular e a atacar aqueles que ele odeia visceralmente: o PT e suas lideranças. Uma coisa bem tucana e truculenta -- apaulistada, sabe?

A verdade é a seguinte: o ministro golpista da Justiça do ilegítimo e desleal michel Amigo da Onça temer foi advogado do deputado Eduardo Cunha, bem como esteve à frente de processos da mais poderosa organização criminosa de São Paulo para depois renunciá-los. Contudo, o que marcou o Alexandre de Moraes foi sua atuação truculenta como secretário tucano de Justiça. Moraes foi denunciado por ativistas e militantes de causas populares por causa da violência de sua polícia, bem como a imprensa alienígena, que se recusa a compreender que o Governo FHC que a privilegiou acabou, como também se recusa a sair desse tempo, quando o Brasil era bem menor em todos os sentidos, divulgou as arbitrariedades e autoritarismos de Moraes, que mandou sentar o sarrafo nos trabalhadores. É para isto que ele serve e é isto que ele faz. O temer sabe disso. Ponto.

Lula não roubou. Lula não consta em listas de desvios de dinheiro por meio da corrupção. Há três anos os procuradores e os delegados procuram, diuturnamente, por provas. O tempo passa e a direita golpista (direita golpista é redundância) e bananeira de índole escravocrata está desesperada. Dilma tem de ser definitivamente deposta e Lula tem de ser impedido, custe o que custar, de conquistar pela terceira vez a Presidência da República. O julgamento do golpe no Senado se aproxima e Moro foca no PT para ajudar o temer do Cunha e do Moraes. É isso aí.





quarta-feira, 22 de junho de 2016

Temer, o golpista, é blindado pela Globo que o pariu e agora tem de embalá-lo

Por Davis Sena Filho -- Palavra Livre

Os primeiros caminhos para o golpista trair a Nação e Dilma Rousseff
"Inteiramente [legítimo]. Não é que eu me sinta. A Constituição é que diz que tenho legitimidade. [...] Nós nos elegemos juntos. Muita gente votou porque eu era candidato. Então, essa coisa de que eu não fui eleito é um pouco exagerada" -- michel temer, o usurpador e traidor tão digno como o Amigo da Onça

O interino michel temer (o nome de tal sujeito abjeto é sempre escrito em letras minúsculas por se tratar de um pigmeu moral, política e citadino) ao invés de dar entrevista para a Globo e a qualquer um de seus jornalistas comprometidos com o golpe bananeiro, pois covarde e terceiro-mundista, o que retrata a cara e o focinho da casa grande deste País azarado por ter uma "elite" herdeira da escravidão, deveria estar preso, pelo simples fato de não passar de um indivíduo conspirador e golpista, cujo lugar é na prisão, junto com seu parceiro de golpe e insanidades, deputado Eduardo Cunha, que logo, logo estará a ocupar uma vaga em alguma cadeia existente no Brasil.

Não sei o que esse cara tem na cachola, além de cuidar dos interesses da plutocracia. Fala como se fosse um "presidente" legítimo e constituído legalmente, quando a verdade é que a presidenta Dilma Rousseff foi deposta por um golpe violento, que eu achava que nunca mais iria acontecer neste País. Aconteceu. E notei, melancolicamente, que o Brasil, apesar de ser a sétima economia do mundo e industrializado, a despeito das desigualdades sociais, vai ser sempre uma República das Bananas, porque em suas terras vive a pior e mais perversa casa grande do planeta, de alma bananeira e provinciana, bem como possuidora de espírito de porco. Uma atraso e retrocesso sem igual em qualquer nação que lute para ser civilizada.

temer é o "profeta" da discórdia e, portanto, dos conflitos e jamais terá paz para governar, por se tratar de um político sem cacife moral perante o povo brasileiro e grande parte da sociedade organizada, que o considera golpista e o denuncia, diuturnamente, em âmbito internacional. Sem legitimidade, resta a tal rábula da ilegalidade ser amparado pelos braços de mefistófeles, seu pai, que o protege e o blinda, porque o pariu e agora tem de segurar a barra, além de ampliar sua mácula histórica de empresa golpista e que luta, incessantemente, contra a independência do Brasil e a emancipação plena de seu povo.

Eu estou a falar das Organizações (?) Globo, que nada tem a ver com os reaças de ocasião e das Organizações Tabajara do falecido programa Casseta e Planeta, cujos humoristas perderam totalmente a graça, pois apoiadores de golpe de estado travestido de legal e legítimo, ao ponto de irem às manifestações dos coxinhas fascistoides, que exigiam aos berros a volta da ditadura militar, bem como para que os militares interviessem na política por meio da força. Foi com este pessoal, além MBL e o Vem pra Rua, dentre outras organizações de direita financiadas pelo dinheiro do PSDB, do DEM e do PPS, que, a reboque do golpista mau perdedor, Aécio Neves, jamais aceitaram a quarta derrota consecutiva para o PT. É com essa gente fascista que os ex-engraçadinhos do Casseta e Planeta se envolveram. Triste sina... Decadência.

Entretanto, o que mais chamou a atenção na entrevista mequetrefe e rastaquera concedida a Roberto D'Avila, na Globo News, foi michel temer ter assumido o golpe, quando reconheceu que impediu de a presidente eleita com 54,5 milhões de votos de voar pelos aviões da FAB para evitar que ela falasse por onde andasse que o impeachment é golpe. Porém, acontece que é e sempre será golpe, como vai carimbá-lo a História. temer, além de ser um dos chefes do golpe criminoso, ainda assume que não passa de um ser medíocre, bem como um indivíduo altamente mesquinho e perverso. Fora temer! Teu lugar é a cadeia; e não os estúdios da Globo igualmente golpista. temer é tão ridículo e cara de pau que disse que angariou muitos votos à Dilma. O temer... Dilma já estava em uma segunda eleição e seu principal cabo eleitoral era simplesmente o Lula — um campeão de votos. É com este tipo de gente dissimulada e mentirosa que a sociedade brasileira está a lidar. Não é fácil. Capaz de qualquer coisa.

A Globo News, uma emissora repleta de jornalistas partícipes do consórcio golpista e de "especialistas" de prateleiras sempre à espera de cooperar com os Marinho para, primeiramente, facilitar o processo do golpe e, posteriormente, sacramentá-lo, como ocorreu com a deposição de Dilma Rousseff, sabe que é golpe, que participou do crime e que mais uma vez seus donos ficarão na história como golpistas irremediáveis. São hipócritas, porque há poucos anos reconheceram, em editorial no O Globo, ter sido um erro o apoio de suas empresas comandadas por seu pai, Roberto Marinho, à ditadura civil-militar. Por sua vez, trata-se de um vício que atinge o viciado em cheio por meio de recaídas. É o caso das Organizações(?) dos Marinho.

temer não é um idiota. Longe disso. Trata-se de um político veterano e experiente, mas perigosíssimo para os interesses do Brasil e de seu povo, como demonstra com suas ações governamentais e administrativas, a implementar um governo ávido por privatizar, retirar e diminuir direitos trabalhistas, que age e atua de maneira feroz para destruir o legado petista e trabalhista, tanto no que tange aos programas sociais de inclusão quanto no que concerne às obras de infraestrutura, além de dar uma guinada tão direitista, que supera o neoliberalismo predatório dos governos de Fernando Henrique Cardoso — o Neoliberal I —, assim como relembra em parte a ditadura militar por causa da truculência e da total falta de sensibilidade quando se trata de cuidar do povo e de setores como saúde, educação, previdência e estatais, principalmente no que é relativo à Petrobras e ao Pré-Sal, sem ter vencido as eleições de 2014. Lembre-se, o PSDB retornou ao poder, e privatizar para entregar é seu DNA, seu único projeto de poder.

michel temer é truculento e de índole sorrateira, tal qual ao senador e ministro das Relações Exteriores, José Serra (PSDB/SP), igualmente truculento, como comprovam suas ações nada diplomáticas em relação aos Brics, ao Mercosul, à Unasul, à África, ao Oriente Médio, especialmente no caso da Palestina, que será abandonada em prol de Israel. Serra, como todo indivíduo elitista e sectário, movimenta-se com brutalidade pelo Itamaraty tal qual a um gorila em loja de cristais. Submisso e subalterno aos interesses dos países ricos, Serra restabeleceu a diplomacia do "Tirar os Sapatos" de FHC, bem como a falar grosso com a Bolívia e fino com os Estados Unidos, postura de vira-lata que Lula e Dilma nunca tiveram, porque não são complexados e provincianos como a casa grande brasileira. 

O Ministério de temer reflete sua violência, a começar pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes (PSDB/SP), um dos homens de confiança do governador tucano de São Paulo, Geraldo Alckmin, um político conservador, que "resolve" questões sociais como caso de polícia, a ter Moraes como um de seus bate-paus, no que diz respeito a tratar com violência e intolerância os movimentos sociais, estudantis e sindicais. Moraes é o típico paulista com o olhar no golpe armado de 1932 contra Getúlio Vargas, que os paulistas chamam de "Revolução Constitucionalistas", como se a algum dia a burguesia paulista tivesse sido revolucionária, quando, na verdade, queria restabelecer a Velha República e manter seus benefícios e privilégios. temer representa esta realidade e seu ministério também.

O ministro golpista Alexandre de Moraes foi convocado pelo governo de direita de michel temer para fazer o que fazia em São Paulo: dar porrada, se for necessário, e dar continuidade às suas teses fascistas, a exemplo da reação energética do Estado diante de delitos ou desobediências civis. O direitista é considerado opositor do "Direito Garantista", que trata de preservar as prerrogativas constitucionais dos cidadãos protegidos em seus direitos civis pela Carta Magna. Além de Moraes, ainda tem o Mendoncinha (DEM/PE), na Educação, e o Ricardo Barros (PP/PR), na Saúde, dois golpistas ligados às escolas, faculdades e universidades privadas, bem como aos planos de Saúde.

Os primeiros pronunciamentos dos dois privatistas e fundamentalistas do mercado foram um horror, pois atacaram as universidades públicas e o SUS, cada um em sua pasta ministerial, evidentemente. Pobre do Brasil nas mãos desses golpistas bárbaros e predadores do patrimônio público. Selvagens e com suas bocas sedentas de sangue pelo patrimônio público. Odeiam o Estado, mas adoram suas tetas, desde que jorrem o leite do patrimonialismo. Odeiam o Estado, mas ocupam cargos públicos e usufruem de suas benesses durante toda uma vida. Cínicos e hipócritas. Vale lembrar ainda que o Henrique Meirelles e seus propósitos de atendimento financeiro e prioritário aos bancos internacionais e nacionais é algo a se pensar, porque se depender dele à frente do Ministério da Fazenda, o Brasil está roubado.

Alguém poderia dizer: Ué, ele foi do governo Lula. Foi. Porém, comandou o Banco Central, que é mais restrito às políticas cambiais e de juros. O Ministério da Fazenda trata do Brasil em todos seus setores e segmentos, além de o BC ter de responder ao Ministério. Uma loucura as pretensões de Meirelles totalmente avessas aos interesses nacionais. As raposas tomaram conta do galinheiro, a começar por michel temer, que assumiu o golpe na televisão e tenta censurar Dilma Roussef, como também tolher seu direito constitucional de ir e vir. Golpista é golpista. Trogloditas autoritários. Lugar de golpista é na cadeia e no limbo do esquecimento. É isso aí.  

terça-feira, 21 de junho de 2016

Cunha esbofeteia a cara da sociedade, enquanto Dirceu é preso e linchado moralmente

Por Davis Sena Filho -- Palavra Livre


O deputado Eduardo Cunha, do PMDB do Rio de Janeiro, o pior dos piores grupos do PMDB em termos nacionais, faz o que quer e o que lhe aprouver. Bate o pé, levanta a cabeça e vocifera, porque o Cunha não fala, não conversa e não tergiversa com seus interlocutores presentes e ausentes, porque manda em muita gente graúda e envia recados diretamente, sem se utilizar de "meninos" de recados. Cunha tem muitas pessoas nas mãos e se abrir a boca acaba com a moral e a vida política de muita gente que, a exemplo dos atores, vive a representar o que não é — a esconder a realidade de ser indivíduo cínico e hipócrita.

Cunha, o todo poderoso da política brasileira, dono de uma fortuna, sendo que grande parte dela, ao que parece, não é declarada ao Fisco, como se verifica no noticiário e nos documentos enviados por bancos suíços e outras instituições financeiras e empreiteiras, além dos delatores, porque o deputado se tornou um dos corruptos mais citados em operações como a Lava Jato, dentre outras, bem como já é réu no STF, já informou aos 210 milhões de compatriotas brasileiros que não vai renunciar ao mandato, e pronto.

É assim que a banda toca e que o pau que bate em Chico não bate em Francisco. O grão-vizir da corrupção e do golpe criminoso e bananeiro de estado contra a presidenta Dilma Rousseff asseverou que está convicto de não ter mentido sobre ter contas no exterior e, além disso, considera-se uma pessoa cerceada em seu direito de defesa. Isto mesmo: um dos maiores criminosos da história do Brasil, que é réu e mesmo assim promoveu um golpe violento contra a soberania traduzida em votos dos eleitores de Dilma Rousseff e a rasgar a Constituição, porque a mandatária trabalhista não incorreu em crimes, afirmou, categoricamente, que não se sente "nem herói, nem vilão".

Salientou ainda que tem "orgulho" de ter derrubado uma mandatária que teve 54,5 milhões de votos, sendo que em seu lugar entrou um golpista e traidor do povo brasileiro, que atende pelo nome de michel temer (seu nome é sempre escrito em minúsculo por se tratar de um pigmeu moral, político e citadino), que tomou o poder de assalto, como os assaltantes fazem quando atacam bancos, residências e pedestres, para desmantelar o Estado nacional, prejudicar e, se tiver espaço e oportunidade, extinguir os programas de inclusão social e favorecer à banca financeira, que não aguenta mais roubar um pouco menos, pois seu interesse é roubar muito, como sempre roubou em governos passados, principalmente nos tempos do sombrio e nefasto governo da Privataria Tucana de FHC — o Neoliberal I.    

Todas essas palavras foram ditas no Hotel Nacional, em Brasília, quando, na verdade, ele já poderia pronunciar tais palavras dignas de um insano ou psicótico, que soam como bofetadas na cara da sociedade de dentro da cadeia, que é realmente o lugar mais adequado a criminosos comuns, que por acaso é titular de um mandato parlamentar e tem em suas mãos não somente o medíocre e predador do País, Amigo da Onça — vulgo michel temer —, mas também dezenas e dezenas de parlamentares, servidores públicos dos três poderes e empresários.

Todos com um medo tenebroso de Eduardo Cunha, que, de forma surreal, ainda é o presidente da Câmara, só que "afastado". Toda essa pantomima e falta de respeito com a Nação tem a aquiescência do STF, que permitiu que um mafioso da periculosidade de Cunha se encontre ainda solto, a dar golpe de estado bananeiro e terceiro-mundista, além de frequentar um hotel cinco estrelas, a ser atendido com tudo de bom e de melhor.

Fala com autoridade tal político condestável, de uma arrogância e prepotência de chamar a atenção até dos mortos, dos recém-nascidos, dos alienados, dos extraterrestres e até mesmo dos coxinhas despolitizados, analfabetos políticos e que apoiam todo tipo de patifaria por serem, incondicionalmente, reacionários e avessos ideologicamente ao desenvolvimento do Brasil e da emancipação de seu povo, como deixaram, inquestionavelmente, claro e transparente em seus protestos de rua e através da internet, principalmente nos últimos três anos.

Enquanto isso, José Dirceu, que foi preso pelo tal do "domínio do fato", porque se tem uma coisa que não aconteceu foi a comprovação de crimes imputados ao político de esquerda, que pegou em armas contra a ditadura militar e sofreu na pele o que é encarar um regime de força, além de ser um dos principais articuladores políticos da vitória de Lula e do PT no ano de 2002.

Além disso, o político, juntamente com Lula e Dilma, mais odiado pela direita fascista e entreguista deste País, foi um dos condutores das políticas públicas do primeiro governo Lula, além de ser um dos articuladores para que a base do Governo fosse montada para que se pudesse governar. Afinal, o Brasil é um País continental, com regiões diferentes e políticos conservadores que há séculos as controlam. Sem a efetivação de uma reforma política, não há condições de se combater a corrupção.

A direita sabe disso, mas como tem apenas um pouco mais de 30% dos votos, tergiversa, mas sem deixar de acusar, hipocritamente e cinicamente, de corruptos seus adversários que estão no poder, como sempre fizeram desde o estabelecimento da República em 1889. Trata-se do discurso falso moralista tão afeito à direita de caráter udenista/lacerdista. Sempre deram golpes com o velho discurso da moralidade, porque projeto de País e pensar o Brasil é algo impossível para tais parasitas que sempre se beneficiaram do Estado brasileiro.

Tanto é verdade que ficou indelevelmente comprovado sobre o que afirmo quando se analisa as ações administrativas do fantoche michel temer, que beneficiam claramente a casa grande urbana e rural, o capital financeiro em detrimento dos programas de inclusão social da população, principalmente a mais pobre. Basta ler os jornais, mesmo os pertencentes aos plutocratas das mídias.

Não confunda um governo de coalizão com a corrupção proveniente do dinheiro das estatais, porque mais grave do que montar uma base de governo no Congresso para que se possa governar, são as doações privadas de campanha, que vem a ser a origem e o motivo da corrupção que surrupiou bilhões dos cofres públicos, motivo pelo qual todos os partidos foram pegos com a mão na botija. Uns mais do que os outros, como o PP, o PMDB, o PSDB, o PT, o PTB, além do DEM, um arremedo da direitista e golpista UDN, que virou um partido anacrônico e que vive à sombra dos tucanos.  

Para se ter uma ideia, em outubro de 2007 foi editado o dossiê  "Políticos cassados por corrupção eleitoral". Trata-se de uma pesquisa produzida pelo Comitê Nacional de Combate à Corrupção Eleitoral, a partir de informações que evidenciam as estatísticas sobre a corrupção política no Brasil, sendo que este importante trabalho foi divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Posteriormente, não deram mais continuidade às informações sobre corrupção eleitoral, mas, em contrapartida, cristalizou-se quais são os partidos mais envolvidos em corrupções, pela ordem:
Posição - Partido político
Sigla
Nº. de políticos cassados
Percentual
1º - Democratas
DEM
69
20,4%
PMDB
66
19,5%
PSDB
58
17,1%
PP
26
7,7%
PTB
24
7,1%
PDT
23
6,8%
PR
17
5%
PPS
14
4,2%
PT
10
2,9%
PPB
8
2,4%
PSB
7
2,1%
PSL
3
0,9%
PTC
3
0,9%
PMN
2
0,6%
PRTB
2
0,6%
PSC
2
0,6%
PHS
1
0,3%
PRONA
1
0,3%
PRP
1
0,3%
PSD
1
0,3%
14º - Partido Verde)
PV
1
Depois da publicação e repercussão dessas valiosas informações, "resolveram" parar com este útil e interessante trabalho para que a sociedade organizada, que trata diretamente de questões políticas, eleitorais e partidárias, pudesse, no decorrer dos anos, avaliar melhor os partidos e seus políticos, bem como verificar os que mais se envolvem com corruptores e corrompidos.

A verdade é a seguinte: pararam, obviamente, por alguns motivos, mas o principal é que tal pesquisa prejudicava de morte a narrativa da imprensa burguesa pertencente à plutocracia de que o monopólio da corrupção é do PT. E não é. E por quê? Porque a imprensa de negócios privados mente criminosamente e suas mentiras são, inapelavelmente, dissolvidas ou derretidas pela verdade dos fatos. Contra os fatos, realmente, não há argumentos, como demonstra a pesquisa. Ponto.

Porém, aqui é o Brasil e viceja a pior casa grande do mundo, exatamente aquela, para quem convenientemente ainda tem dúvida, que escravizou seres humanos por 388 anos! A escravidão mais longa da história e efetivada pelos brasileiros e portugueses. Que "elite", meu Deus! Até hoje o Brasil paga um preço social altíssimo e com direito a golpes terceiro-mundistas praticados por covardes e criminosos, que frequentam os salões da burguesia nacional e, autoritários e arbitrários como o deputado Eduardo Cunha, transformam o Brasil em um "puteiro, porque é assim que se ganha mais dinheiro", como dizia o poeta Cazuza.

Por causa dessas e outras é que o presidente da Câmara afastado (esta palavra "afastado" é um deboche provocador) se sente forte o suficiente para cometer escárnios e a ameaçar e a debochar do povo brasileiro em uma das luxuosas salas do Hotel Nacional de Brasília. É mole ou quer mais? Durma-se com um barulho desse, cujo principal barulhento é o sistema judiciário (STF, PGR e PF), que, por exemplo, leva muitos cidadãos a pensar que Cunha esbofeteia a cara da sociedade, enquanto Dirceu é linchado moralmente e preso. Dois pesos e duas medidas.

O consórcio de direita e golpista que permitiu tal desaforo contra a sociedade, porque se acumpliciou com o golpe bananeiro promovido por verdadeiros cafajestes. Mafiosos que transformaram este País, com o apoio e a cumplicidade da imprensa de mercado e corrupta, em uma piada internacional retumbante, além de passar a ser visto mais uma vez em sua história como uma República das Bananas, mas sempre com a cara e o focinho, ressalta-se, da burguesia e da pequena burguesia (classe média) — os verdadeiros cucarachas analfabetos políticos e culturais. Trata-se de "los macaquitos" de Miami, porque, irremediavelmente, subalternos e colonizados, assim como portadores de um humilhante e pernicioso complexo de vira-lata. Nunca canso de repetir este "mantra".

Ei! Você aí!... Sabe por que José Dirceu, a despeito de seus erros e acertos como acontece com qualquer ser humano no decorrer da vida, foi linchado e perseguido ferozmente e desumanamente pelo sistema de capitais doutrinador do Judiciário e da sociedade de consumo? Não sabe? Vou informar agora, conforme os motivos elencados abaixo:

1 – José Dirceu, quando ministro da Casa Civil, juntamente com Luiz Gushiken, secretário de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, resolveu regular as mídias. Criar uma Ley de Medios, fato este que irritou os magnatas bilionários de todas as mídias cruzadas e monopolizadas, principalmente os coronéis midiáticos das Organizações(?) Globo, que nunca perdoaram Dirceu;

2 – José Dirceu acabou com a farra da Globo. Antes de Lula, toda a verba de publicidade do Governo Federal era dividida somente entre 499 veículos;

3 – Para cada R$ 1,00 de verba publicitária do Governo, a Globo ficava com R$0,80 (80%), algo impensável no mundo considerado civilizado, desenvolvido e tão admirado pela família Marinho e seus executivos e chefes;

4 – José Dirceu redistribuiu a verba publicitária do Governo entre cerca de nove mil veículos. Antes eram só 499. Atualmente, e isto pode mudar com o usurpador e golpista michel temer, a Globo só recebe 16% do total;

5 – Foi ideia do José Dirceu criar o Ministério das Cidades, que acabou com o poder dos coronéis locais, "donos" dos votos de cabresto. A oposição aos governos do PT e os oligopólios midiáticos não o perdoam até hoje;

6 – Dirceu acabou com a farra dos livros didáticos, que eram publicados pela Editora Abril e Fundação Roberto Marinho;

7 – O ex-chefe da Casa Civil articulou e viabilizou a governabilidade do Governo Lula;

8 – José Dirceu barrou Demóstenes Torres, o ex-Varão de Plutarco dos coxinhas e da imprensa alienígena de ser o secretário Nacional de Justiça. Demóstenes e o bicheiro Carlinhos Cachoeira, aliados, começaram a plantar acusações e escândalos por intermédio de gente ligada à espionagem e por meio da imprensa de mercado, principalmente a Veja, cujas matérias eram repercutidas pela Globo e congêneres. Todo mundo sabe como acabaram o bicheiro Cachoeira e o promotor e senador cassado, Demóstenes Torres;

9 – Por que José Dirceu sofre perseguição do Ministério Público? Em 2004, Dirceu decidiu criar um controle externo sobre o Ministério Público, que hoje faz o que faz, pois se tornou um órgão político, incontrolável, partícipe do golpe contra Dilma, a perseguir seletivamente o ex-presidente Lula, bem como seletivo é com o PT, mas se "esquece" de investigar os inúmeros escândalos da tríade PSDB-DEM-PPS e aliados. E por quê? Porque para o sistema judiciário os tucanos são inimputáveis. Eles decidiram à revelia da Lei... E é assim. Ponto;

10 – Por que o ex-ministro do STF, Cezar Peluso, não gosta de José Dirceu? O ex-ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, indicou a Lula o nome de Peluso para o STF. José Dirceu barrou. Thomaz Bastos forçou a barra e Lula o nomeou. E deu no que deu. Peluso demonstrou enorme rancor por José Dirceu e se mostrou um ministro alinhado com os interesses políticos dos tucanos, como muitos outros ainda hoje demonstram. O caso do juiz Gilmar Mendes, do PSDB do Mato Grosso, não se cita, porque algo gritante e surreal;

11 – José Dirceu, quando ministro chefe da Casa Civil, fechou as portas do BNDES aos coronéis midiáticos, acostumados a deitar e rolar com o acesso fácil ao dinheiro público. Essa gente adora cantar loas e boas à iniciativa privada, mas não desmamam das tetas do Estado. Aliás, uma empresa como a Globo deveria se desestatizar e deixar de ser patrimonialista, além de abandonar seu discurso hipócrita. Dirceu afirmou: “Dinheiro só para fomentar desenvolvimento, jamais pagar dívidas". Pronto. Enfureceu os empresários midiáticos; e

12 – José Dirceu fez o BNDES parar de financiar as privatizações e deixar de ser hospital para empresas privadas falidas.

Depois disso tudo e com a saída de Dirceu do poder, a perseguição sistemática e feroz ao político de esquerda e um dos principais nomes da conquista do PT no que é relativo à Presidência da República é uma das realidades históricas mais nojentas, perversas, sórdidas e infames da história do Brasil contemporâneo. O fim da picada.

Dirceu foi impedido até de trabalhar, mesmo quando ainda se encontrava em liberdade e em processo de defesa. Interditaram seu direito ao trabalho, mesmo com a autorização da Justiça, como aconteceu em episódio em que, por causa da pressão de caráter fascista da imprensa de mercado, não pôde assumir vaga em hotel de Brasília, porque os donos da casa comercial ficaram assustados e temerosos com tanta publicidade propositalmente escandalosa e cruelmente negativa. O humilharam ao máximo pelos meios de comunicação, que tentaram arrasar com sua honra, porque tiraram-lhe, diabolicamente, a humanidade, a demonizá-lo, pois se apropriaram criminosamente de sua imagem, com o propósito de ser triturada pela máquina de moer reputações de propriedade dessa imprensa empresarial covarde, estúpida, vil e mau caráter.

José Dirceu foi linchado moralmente até ir para a cadeia por causa de uma estratégica espúria e fraudulenta, pois uma farsa, que é o domínio do fato, que pode ser usado como ferramenta pelo juiz Sérgio Moro, do PSDB do Paraná, e seus procuradores obsessivos pelo PT, mas jamais pelo PSDB, para prender o Lula e impedi-lo de concorrer à Presidência em 2018. Torna-se urgente interditá-lo politicamente. O juiz, os procuradores e os delegados aecistas perceberam há muito tempo que acusar Lula de ter incorrido em corrupção para prendê-lo não será possível. E por quê? Respondo: Lula não roubou, como também Dilma Rousseff. O juiz, os delegados e os procuradores sabem disso. E como sabem...

Aliás, Lula, Dilma e o PT dão mais mídia que o PSDB e seus políticos, o que deixa essa gente do sistema judiciário muito feliz e contente. Faz bem para a carreira. Agora, o Moro e os procuradores Carlos Fernando e Deltan Dallagnol não pensam em reabrir o caso Banestado e, quiçá, publicizar as listas de Furnas e da Odebrecht. Aí ninguém quer. E por quê? Simples. Porque tais escândalos estão sortidos de demotucanos. Talvez, um dia, por causa da pressão e do conhecimento da sociedade, eles resolvam prender algum tucano. Todavia, o povo pode até ser desinformado, mas não é idiota. Volto a lembrar: no Brasil, demotucanos do PSDB, principalmente os de São Paulo, são inimputáveis, assim como "não vem ao caso"... — frase emblemática do magistrado de primeira instância do Paraná.
  
É isso aí. Enquanto José Dirceu desde 2005 é achincalhado, insultado e encarcerado sem culpa juridicamente e tecnicamente comprovada, Eduardo Cunha, político envolvido com mil corrupções e malfeitos, inclusive a ser a âncora de um golpe criminoso de estado travestido de legítimo e legal, demonstra todo seu poder e escárnio perante a Lei e diante da Nação, com a complacência da Justiça e do MPF. Um absurdo. Só no Brasil, cujo povo luta para viver em um País civilizado, mas não consegue porque neste País vivem uma burguesia e uma pequena burguesia selvagens, provincianas, reacionárias, violentas e que sempre apostam no retrocesso, porque olham para o futuro pelo retrovisor.


Talvez tenhamos um dos judiciários piores do mundo, pois a sensação de impunidade, de desrespeito, que tem como alicerce a seletividade é muito forte em segmentos importantes e populosos da sociedade brasileira, geralmente politizados, que repassam suas percepções para o restante da população. A credibilidade da Justiça é sua alma e, alma maculada, contraria a verdade, pois o que é justo e o que é de todos e para todos é a Lei. É isso aí.